COMO EVITAR ACIDENTES COM CRIANÇAS NA COZINHA.

Atualizado: Ago 11


Organização, segurança na cozinha, cuidados
Imagem ilustrativa.

Quem já foi criança certamente bateu uma colher de pau no fundo da panela pra brincar de banda, ou empilhou latas de milho verde e ervilha para fazer uma torre. Então, não espere que seu filho seja diferente.

A cozinha é um lugar tentador. Quanta diversidade de objetos! A cabeça dos pequenos deve ficar a mil. Por outro lado, a dos pais ferve tanto quanto a água no fogão, não é mesmo!? Afinal, grande parte dos acidentes domésticos com crianças ocorre na cozinha. Por isso é tão importante organizar essa área da casa!

Para começar, lembre que as travas de segurança são bem vindas, principalmente nas gavetas, que sempre servem de escada para os pequenos exploradores. Além disso, é possível minimizar os riscos com pequenas mudanças na organização dos utensílios de cozinha.

Objetos pontiagudos e cortantes, como facas, raladores, garfos de fritura, cortadores de pizza e outros semelhantes podem ser acomodados em uma caixa e sair por um tempo das gavetas. Experimente guardar essa caixa num local alto. Se precisar usar, apoie sobre a bancada da cozinha, retire o que quer e guarde novamente.

Crie um espaço, nas prateleiras mais baixas para guardar copos, pratos e talheres próprios para crianças, que não quebram e não possuem pontas. Vale usar também uma cestinha, se for o caso, para deixar claro que ali é local reservado para crianças. Isso faz com que se sintam importantes.

Guarde panelas pesadas, como as de ferro, no fundo dos armários. Cuidado com acessórios de eletrodomésticos: muitos possuem cortadores e lâminas afiadas. Pense em guardar a centrífuga, por exemplo, na parte baixa do armário, mas agrupe as peças em caixas ou potes identificados, que novamente vão para as prateleiras mais altas.

Na hora de guardar alimentos, que tal fazer uma cestinha de guloseimas, outra de bolachinhas, sucos e até mesmo do lanchinho que vai pra escola e deixar tudo na altura dos pequenos? Isso evita que eles escalem a cozinha para alcançar algo na hora da fome e promove a autonomia.

Deixe à mão toalhas de mesa e jogos americanos e peça que escolham e ajudem a preparar a mesa das refeições. Faça o mesmo com potes plásticos. Eles podem ficar responsáveis por guardar esses itens depois que você lavar a louça.

Tire o foco da cozinha como área exclusiva de adultos. Mostre que, independente da idade, todos são bem vindos e devem participar da rotina ali envolvida. Ao promover o acesso seguro a essa parte da casa, ela deixa de despertar tanta curiosidade e a criança acaba se habituando a cuidar das suas próprias coisas e auxiliar nas tarefas que foram propostas.

Algumas mudanças podem resultar em um pouquinho mais de trabalho para os adultos, mas pense que isso é temporário e sinônimo de segurança na cozinha.



Fonte:

Bia Reigota

PERSONAL ORGANIZER