DIMENSÃO DO ESPAÇO.

Atualizado: Ago 10


Dimensão de espaço, quarto de bebê
Imagem ilustrativa.

Hoje em dia as dimensões dos espaços estão cada vez menores e precisamos a todo tempo de soluções práticas para otimizar o layout do ambiente. Na maioria das vezes o quarto do bebe não é planejado no início de uma obra residencial, sendo somente lembrado quando se tem a notícia da chegada do novo membro da família. Inicia-se então a busca por ideias que possam acomodar todas as peças desejadas pelas futuras mamães e surge uma grande questão: será que irá caber tudo?


Para quem está enfrentando essa dificuldade relacionada ao tamanho do quarto, vamos apresentar algumas dicas driblar esse problema.


Antes de tudo o ideal é pensarmos nas cores do ambiente. Quando o cômodo é muito reduzido e queremos dar a sensação de amplitude, o ideal é usarmos cores claras. Podemos, logicamente, utilizar papeis de parede, adesivo - inclusive de tons mais escuros; porém a cor predominante deve ser suave.


O espelho é um excelente aliado para circunstâncias como essa de espaços reduzidos, pois ele aumenta a sensação de profundidade e amplitude do ambiente. A iluminação secundária, feita com arandelas ou abajures, deixa o ambiente mais reluzente, clareando-o ainda mais.


Ajustada a tonalidade do quarto e definido o tipo de iluminação, é hora de pensar nos móveis. Nesse momento é muito importante priorizar o mobiliário essencial e compacto: berço, cômoda e cadeira de amamentação. Logicamente as mamães ficam encantadas com os mobiliários mais espaçosos; contudo antes de adquirir cada peça é aconselhável conferir suas dimensões e aplica-las in loco, com auxilio de uma trena ou mesmo um molde. Esse cuidado evita o erro de se comprar uma peça com uma área inadequada.


Existem no mercado diversas opções de móveis que contam com a praticidade de acessórios extras que facilitam a acomodação dos utensílios. Um exemplo são as cômodas com espaço para cabideiro; a peça fica mais funcional e dispensa o uso de mais um armário, liberando uma superfície preciosa.


Posicionado os móveis essenciais, o restante do espaço é um bônus para acrescentar alguma peça desejada.


Não podemos esquecer que as paredes também podem ser utilizadas para armazenar brinquedos ou objetos, liberando a circulação interna do quarto. Nichos e prateleiras são peças chaves que funcionam muito bem no aproveitamento do espaço além de trazer um charme decorativo para o espaço.


Fonte:

Talita Palamin Massucato ARQUITETA